Doença arterial periférica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Doença arterial periférica

Mensagem  Evandro Guedes Gonçalves em Seg Maio 07, 2012 11:21 am

A doença arterial periférica é uma condição dos vasos sanguíneos que leva ao estreitamento e endurecimento das artérias das pernas e dos pés.

O estreitamento dos vasos sanguíneos ocasiona redução no fluxo sanguíneo, o que pode lesar nervos e outros tecidos.

Causas
A doença arterial periférica é causada por arteriosclerose ou "endurecimento das artérias". Este problema ocorre quando material gorduroso (placa) se acumula nas paredes das artérias. Isso faz com que as artérias fiquem mais estreitas. As paredes das artérias também ficam mais rígidas e não podem se alargar (dilatar) para permitir maior fluxo de sangue quando necessário.

Como resultado, quando os músculos de suas pernas estiverem trabalhando mais energicamente (como durante exercícios ou caminhadas), eles não poderão obter sangue e oxigênio suficientes. Consequentemente, pode não haver sangue e oxigênio suficientes, mesmo quando os músculos estiverem em repouso.

A doença arterial periférica é um distúrbio comum que geralmente afeta homens com mais de 50 anos. As pessoas têm mais risco se elas tiverem um histórico de:

Colesterol anormal
Diabetes
Doença cardíaca (doença arterial coronária)
Pressão arterial alta (hipertensão)
Doença renal que envolve hemodiálise
Fumo
Derrame

Sintomas de Doença arterial periférica
Os sintomas clássicos são dor, sensibilidade, cansaço, queimação ou desconforto nos músculos de seus pés, panturrilhas ou coxas. Esses sintomas geralmente aparecem durante a caminhada ou o exercício e passam depois de vários minutos de repouso.

No início, esses sintomas podem aparecer apenas quando você subir ladeiras, caminhar mais rápido ou por distâncias mais longas.
Aos poucos, esses sintomas vêm mais rapidamente e com menos exercícios.
Suas pernas ou pés podem ficar dormentes quando você estiver em repouso. As pernas também podem ficar frias ao toque e a pele pode parecer pálida.

Quando a doença arterial periférica torna-se grave, você pode ter:

Impotência
Dor e cãibras à noite
Dor ou formigamento nos pés ou dedos dos pés, que pode ser tão grave que mesmo o peso de roupas ou lençóis é doloroso
Dor que piora quando a perna é elevada e melhora quando você deixa suas pernas penderem ao lado da cama
Úlceras que não curam

Tratamento de Doença arterial periférica
Autocuidado:

Equilibrar exercícios com repouso. Caminhar ou fazer outra atividade até o ponto de dor, ou alternála com períodos de repouso. Com o tempo, sua circulação pode melhorar à medida que novos vasos sanguíneos pequenos (colaterais) se formam. Sempre converse com o médico antes de começar um programa de exercícios.
Pare de fumar. Fumar estreita as artérias, diminui a capacidade do sangue de transportar oxigênio e aumenta o risco de formação de coágulos (trombose êmbolos).
Cuide de seus pés, especialmente se você também tiver diabetes. Use sapatos que sejam de tamanho adequado. Preste atenção em qualquer corte, arranhão ou lesão e consulte seu médico imediatamente. Os tecidos se curam lentamente e são suscetíveis à infecção quando há diminuição de circulação. Consulte: Cuidados com os pés no diabetes para obter mais informações.
Certifique-se de que sua pressão arterial esteja bem controlada.
Reduza seu peso, se estiver obeso.
Se seu colesterol estiver alto, faça uma dieta com baixo colesterol ou pouca gordura. Consulte: Dieta saudável para o coração.
Monitore seus níveis de açúcar no sangue se você tiver diabetes e os mantenha sob controle.
Medicamentos podem ser necessários para controlar a doença, inclusive:

Aspirina ou um medicamento chamado clopidogrel (Plavix), que evita que o sangue forme coágulos nas artérias. NÃO pare de tomar esses medicamentos sem primeiro consultar o seu médico.
Cilostazol, um medicamento para aumentar (dilatar) a artéria ou artérias afetadas para casos moderados a graves que não sejam candidatos a cirurgia
Medicamentos para ajudar a reduzir seu colesterol
Analgésicos
Se você estiver tomando medicamentos para pressão arterial alta ou diabetes, tome-os conforme a prescrição do seu médico.

A cirurgia pode ser realizada se a condição for grave e estiver afetando sua capacidade de trabalhar ou fazer atividades importantes ou se você estiver tendo dor em repouso. As opções são:

Angioplastia e colocação de stent nas artérias periféricas (assemelhase à técnica usada para abrir as artérias coronárias, mas é realizada nas veias sanguíneas da perna afetada)
Cirurgia de bypass da artéria periférica da perna
Algumas pessoas com doença arterial periférica podem precisar ter o membro removido (amputado). Consulte: Amputação de perna ou pé.

Fonte: A.D.A.M., Inc. e Rev Bras Hipertens 8: 306-15, 2001: Hipertensão e doença arterial periférica

Evandro Guedes Gonçalves

Mensagens : 11
Data de inscrição : 09/03/2012
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum